03/05/2021 07:00:00

As lições valiosas de Roberto Prado para profissionais de TI

Roberto Prado é VP de Engenharia de Soluções na Salesforce LATAM e tem muito a ensinar. Surpreenda-se com o conhecimento do profissional de TI!

"A transformação sempre existiu. Agora a questão é a velocidade"

Roberto Prado, professor e VP de Engenharia de Soluções na Salesforce LATAM

A transformação digital nos negócios é uma realidade e muitas empresas já alteraram as estruturas e incorporaram a tecnologia em setores essenciais para o seu funcionamento.

Este cenário só aumenta a demanda por profissionais de TI, que deverão suprir um setor que abrirá 70 mil vagas por ano até 2024, segundo a Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom). De fato, o mercado de trabalho como um todo será impactado pela transformação digital, como explicamos neste artigo.

Dentre os profissionais de TI mais requisitados estão os especialistas em cibersegurança, cientistas de dados e arquitetos de software. Este cargo, aliás, é uma das profissões em alta no pós-pandemia.

Mas as oportunidades trazem um desafio: o reskilling, ou seja, aprender novas skills para atender as exigências da Quarta Revolução Industrial. Esta é apenas uma das lições de Roberto Prado, VP de Engenharia de Soluções na Salesforce LATAM e ex-CTO da Microsoft Brasil.

Com mais de 30 anos de experiência na área de tecnologia, Prado tem um vasto conhecimento para compartilhar. Confira neste artigo mais três lições que você pode aprender com ele.

Quem é Roberto Prado, VP de Engenharia de Soluções na Salesforce LATAM

Roberto Prado sempre atuou na área de TI. Sua carreira começou no Banco do Brasil, em 1988. Depois se tornou project manager na Lotus Development, em 1997, e na KPMG Brasil, em 2001.

No mesmo ano passa a fazer parte da equipe da Microsoft no Brasil, onde trabalhou por mais de 20 anos. Neste período, liderou a implantação do cloud computing no país, chegando a ocupar o cargo de CTO da gigante da tecnologia na América Latina.

Também trabalhou em empresas que faziam a gestão da nuvem, com projetos de migração, até chegar à Salesforce. Ao longo da carreira, recebeu 8 premiações, como o Circle of Excellence AMERICAS GOLD Club.

Hoje lidera um time de 14 arquitetos espalhados pela América Latina e é professor na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

No papel de professor, Roberto Prado tem inúmeros insights e cases para compartilhar. Olha só:

Você não precisa adotar uma tecnologia só porque ela é nova ou é uma tendência

A inovação tecnológica é uma forte aliada na obtenção de novas ideias para um negócio, seja na implantação de novas ideias, criação de produtos e serviços ou otimização de processos.

Mas é preciso se perguntar se a adoção de uma nova tecnologia faz sentido para o momento atual do negócio e como ela irá impactá-lo. Uma empresa não pode tomar uma decisão só porque algum tema ou serviço é tendência.

O cliente no centro: como resolver as dores dele?

Por muito tempo, empresas colocaram o produto no centro. Porém o cliente tomou este espaço, definindo processos e a organização do negócio.

As tecnologias digitais entram neste cenário para melhorar a interação com os clientes, dando fluidez e agilidade ao diálogo. Dar uma melhor experiência para o consumidor é o foco de muitas empresas.

Um exemplo comum está na palma da sua mão, os aplicativos do seu smartphone. Uber, iFood e Waze são cases de serviços que utilizam o cloud computing e que têm em comum a resolução das dores do usuário, ou seja, facilitar a vida das pessoas. Eles transformaram um processo analógico em digital e revolucionaram seus segmentos.

Ainda existe muito por fazer no mundo da transformação digital

Muitos tomadores de decisão nas grandes corporações têm dificuldade em definir o que a transformação digital. Eles sabem que ela impacta suas vidas e o seu trabalho, assim como o sucesso do negócio. A transformação digital é um processo, uma jornada que não termina do dia para o outro.

Há empresas que se dizem digitalizadas, porém elas apenas fizeram uma tradução dos processos analógicos para o digital, sem trazer valor para o cliente. Não foi feita, de fato, uma transformação.


Muita coisa para pensar, né? Quem pode ajudá-lo nesta adaptação à transformação digital e no processo de reskilling é o próprio Roberto Prado. Ele é professor do curso de Arquitetura de Software, Ciência de Dados e Cybersecurity da Pós PUCPR Digital.

Todas as aulas são em primeira pessoa e 100% online, com uma metodologia exclusiva que permite você interagir ao vivo com o professor.

Quero fazer a pós em Arquitetura de Software, Ciência de Dados e Cybersecurity

sobre o autor

Olívia Baldissera

Analista de conteúdo da Pós PUCPR Digital. Jornalista e historiadora apaixonada pelo estudo.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Próximo conteúdo

Quem é Mariana Holanda, a primeira diretora de Saúde Mental da Ambev

Roberto Prado é VP de Engenharia de Soluções na Salesforce LATAM e tem muito a ensinar. Surpreenda-se com o conhecimento do profissional de TI!

Tempo de leitura

2 min