02/08/2021 07:00:00

3 certificados de informática em saúde para melhorar seu currículo

Conheça 3 certificados profissionais de informática em saúde e mostre para o mercado que você não ficou para trás na transformação digital.

Manter-se atualizado é um pré-requisito para continuar relevante na área da saúde, especialmente com a adoção acelerada das novas tecnologias em clínicas, hospitais e laboratórios, sejam eles da rede pública ou privada. E não basta adquirir novos conhecimentos e habilidades, é preciso comprová-los.

Nos próximos parágrafos, você descobrirá como mostrar ao mercado que você está adaptado à transformação digital no setor médico – e ainda ter reconhecimento internacional. Saiba como obter certificação profissional em informática em saúde, que pode ser adquirida por:

  • Médicos
  • Enfermeiros
  • Demais profissionais da saúde
  • Gestores hospitalares
  • Profissionais de TI

O que é informática em saúde

A informática em saúde é o campo do conhecimento que investiga a aplicação das Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) na melhoria e transformação de sistemas, serviços e processos de saúde. É uma área interdisciplinar que envolve pesquisadores da engenharia, ciências da computação e ciências da saúde.

Entre os objetivos da informática em saúde estão a ampliação do acesso à atenção primária e secundária e a otimização do fluxo assistencial, por meio da qualificação das equipes médicas no uso das novas tecnologias na saúde.

Outros termos são usados como sinônimos para este conceito, como Saúde 4.0, Saúde Digital, eSaúde, Telemedicina, Telessaúde e mSaúde. Todos abrangem o uso das novas tecnologias na saúde, com o objetivo de melhorar todas as etapas do processo, da prevenção à realização de procedimentos e acompanhamento de pacientes.

Em 2016, o governo brasileiro publicou uma Política Nacional de Informação e Informática em Saúde (PNIIS), que orienta as ações de tecnologia da informação e comunicação em todo o sistema de saúde do país.

Confira a seguir dois certificados de informática em saúde com reconhecimento internacional que deixarão seu currículo ainda mais relevante, o CAHIMS e o CPHIMS. Ambos são obrigatórios para quem deseja trabalhar em cargos de gestão no setor de saúde dos Estados Unidos e do Canadá. Empresas e healthtechs brasileiras que planejam entrar no mercado norte-americano também precisam contar com profissionais que possuam estes certificados.

Certified Associate of Health Information and Management Systems (CAHIMS)

Este certificado de informática em saúde é concedido pela Health Information and Management Systems Society (HIMSS), entidade global sem fins lucrativos sediada nos Estados Unidos que reúne pesquisadores, empreendedores, governos e demais organizações de saúde com o objetivo de promover a inovação. A HIMSS tem mais de seis décadas de existência e, hoje, conta com mais de 100 mil membros ativos.

O CAHIMS é voltado para profissionais que ainda estão aprofundando seus conhecimentos de informática em saúde. Os pré-requisitos para obtê-lo são:

  1. Ter pelo menos um diploma de ensino médio;
  2. Mínimo de 45 horas de educação continuada em informática em saúde, saúde digital ou tecnologia da informação.

Para obter o certificado, o candidato precisa realizar uma prova com 115 questões de múltipla escolha, todas em inglês. Ele tem duas horas para prestar o exame, que aborda tópicos sobre healthcare, tecnologia, informática clínica, gestão de sistemas, segurança de dados e liderança. A inscrição para realizar o teste deve ser feita no site da HIMSS.

Fora dos Estados Unidos, o CAHIMS é aplicado pela Pearson VUE, que possui centros autorizados no Brasil. O candidato também pode realizar a prova de forma remota, em casa.

O candidato também deverá pagar uma taxa para ter direito ao certificado de informática em saúde. Os valores são:

  • Membros da organização do HIMSS: US$ 199,00
  • Estudantes, membros corporativos e demais membros do HIMSS: US$ 259,00
  • Não-membros: US$ 359,00
  • Extensão: US$ 109,00
  • Refazer o teste: US$ 159,00
  • Renovação do CAHIMS para membros: US$ 159,00
  • Renovação do CAHIMS para não-membros: US$ 259,00

O CAHIMS deve ser renovado a cada três anos, por meio de comprovação de créditos em educação continuada na área de informática em saúde, caso o profissional não queira realizar novamente a prova do HIMSS.

Certified Professional in Health Information and Management Systems (CPHIMS)

Também realizado pelo HIMSS, o CPHIMS é voltado para profissionais experientes na área de informática em saúde. Os pré-requisitos para ter o certificado são:

  1. Ter um diploma de bacharel de uma universidade credenciada;
  2. Mínimo de 5 anos de experiência em TI, sendo três deles na área da saúde.

OU

  1. Ter um diploma de Ensino Superior de uma universidade credenciada;
  2. Mínimo de 3 anos de experiência em TI, sendo dois deles na área da saúde.

OU

  1. Mínimo de 10 anos de experiência em TI, sendo oito deles na área da saúde.

Assim como o CAHIMS, o candidato tem duas horas para responder 115 questões de múltipla escolha, que abordam conhecimentos sobre tecnologia da informação, sistemas de saúde dos EUA ou do Canadá e gestão de sistemas de informação. A inscrição para realizar a prova do CPHIMS deve ser feita no site do HIMSS. Os testes também são realizados pela Pearson VUE.

As taxas para obter este certificado profissional de informática em saúde são:

  • Membros da organização do HIMSS: US$ 399,00
  • Estudantes, membros corporativos e demais membros do HIMSS: US$ 429,00
  • Não-membros: US$ 549,00
  • Extensão: US$ 109,00
  • Refazer o teste: US$ 269,00
  • Renovação do CAHIMS para membros: US$ 269,00
  • Renovação do CAHIMS para não-membros: US$ 369,00

O CPHIMS também deve ser renovado a cada 3 anos, por meio da comprovação de créditos de educação continuada.

Certificação Profissional em Tecnologia da Informação e Comunicação em Saúde (cpTICS)

Aqui no Brasil, a Sociedade Brasileira de Informática em Saúde (SBIS) realiza todos os anos um processo de certificação profissional, o cpTICS. Para obter o certificado, o candidato deve:

  1. Ter um diploma de graduação reconhecido pelo MEC e pelo menos 3 anos de experiência em informática em saúde;
  2. Ter um diploma de graduação ou pós-graduação de cursos formalmente chamados de "Informática em Saúde", "Informática Médica", "Informática Biomédica" ou equivalente, além de 1 anos de experiência em informática em saúde;
  3. Ser sócio ativo da SBIS.

A prova do cpTICS é composta por 80 questões, que abordam tópicos sobre gestão, TI, legislação brasileira e saúde digital. Para ser aprovado, o candidato deve acertar pelo menos 70% delas.

Da mesma forma que os certificados do HIMSS, o cpTICS deve ser renovado a cada três anos, por meio da comprovação de atividades de aprendizado e atualização realizadas na área de informática em saúde.

Como se manter atualizado para obter os certificados de informática em saúde

O setor de informática em saúde é bastante dinâmico e incorpora novas tecnologias constantemente. Cursos e especializações em saúde digital são uma solução para se manter atualizado e continuar relevante no mercado.

A pós-graduação em Saúde 4.0: Gestão, Tecnologia e Inovação da Pós PUCPR Digital foi desenvolvida para profissionais da saúde, gestores e empreendedores se destacarem em tempos de transformações exponenciais.

As aulas são 100% online e ministradas por professores referência em suas áreas de atuação, como o Ph.D Renato Sabbatini, o neurocientista Miguel Nicolelis e o professor da UC Berkeley Pieter Abbeel.

Faça sua matrícula agora mesmo e garanta sua vaga para a próxima turma.

Quero fazer a pós em Saúde 4.0

sobre o autor

Olívia Baldissera

Jornalista, historiadora e analista de conteúdo da Pós PUCPR Digital.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Próximo conteúdo

As 21 carreiras do futuro mais promissoras

Conheça 3 certificados profissionais de informática em saúde e mostre para o mercado que você não ficou para trás na transformação digital.

Tempo de leitura

4 min