23/07/2021 09:28:16

8 passos para criar um ambiente de trabalho saudável para sua equipe

Você saberia dizer se a sua empresa tem um ambiente de trabalho saudável? Descubra como identificar agora mesmo!

Garantir um ambiente de trabalho saudável para os colaboradores já se tornou um pré-requisito para uma organização de sucesso. É com ele que a empresa conseguirá atrair novos talentos, reter profissionais de alta performance e, principalmente, manter a produtividade. A falta dela é prejudicial para o andamento dos negócios de qualquer segmento, o que se materializa nos lucros.

As empresas brasileiras deixam de ganhar R$ 230 milhões por ano com improdutividade nas operações, segundo pesquisa de 2019 da Leevee. A startup fez um levantamento de dados das 500 maiores companhias do país e concluiu que os principais motivos da falta de produtividade são a alta rotatividade, a sobrecarga de atividades e o absenteísmo (as faltas diárias ao trabalho).

Estes três motivos são sinais de que algo não vai bem dentro de uma organização, em especial no quesito saúde mental. A seguir, você descobrirá se a sua empresa cria um local propício à produtividade e como construir um ambiente de trabalho saudável em 8 passos. Este artigo é baseado nas orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

✉️ Receba de graça uma seleção semanal de artigos sobre saúde mental, tecnologia e carreira. É só preencher o formulário abaixo:

Como reconhecer um ambiente de trabalho saudável

Segundo a OMS, um ambiente de trabalho saudável é um espaço colaborativo em melhoria contínua, onde colaboradores e gestores se unem em torno da proteção e promoção da segurança, saúde e bem-estar de todos.

Aqui é importante lembrar da definição da saúde da entidade internacional: estado completo de bem-estar físico, mental e social, o que não significa simplesmente a ausência da doença.

Um ambiente de trabalho saudável é sustentável ao respeitar quatro pilares:

  1. Ambiente físico de trabalho: refere-se à estrutura, do manuseio de equipamentos à temperatura do ar-condicionado. É um fator que também impacta a saúde mental do colaborador.
  2. Ambiente psicossocial de trabalho: envolve a cultura organizacional, atitudes, valores, crenças e práticas cotidianas da empresa. Tudo isso afeta o bem-estar físico e psicológico da equipe.
  3. Recursos para a saúde pessoal no ambiente de trabalho: serviços, informações e flexibilidade que a empresa oferece aos colaboradores para incentivar um estilo de vida saudável. Envolve também o acompanhamento da saúde mental e física.
  4. Envolvimento da empresa na comunidade: atividades ou ações educativas que a empresa pode oferecer à comunidade onde atua. É importante lembrar que a saúde dos trabalhadores é impactada diretamente pelo estado da comunidade em que vive.

A importância da saúde mental para um ambiente de trabalho saudável

Reparou como nos quatro pilares de um ambiente de trabalho saudável a questão da saúde mental aparece? Ela não pode mais ser vista como algo separado da saúde física, como costumamos ouvir.

Segundo a OMS, a saúde mental é “um estado de bem-estar no qual um indivíduo percebe suas próprias habilidades, pode lidar com os estresses cotidianos, pode trabalhar produtivamente e é capaz de contribuir para sua comunidade".

Em um ambiente de trabalho saudável, esta definição é levada em conta quando o time de RH, gestores e demais lideranças preocupam-se em eliminar ou minimizar fatores que causam estresse emocional no cotidiano da organização. Estes fatores também são chamados de "estressores" e provavelmente você já deve ter presenciado alguns dos exemplos abaixo:

  • Organização do trabalho deficiente: problemas de demanda, pressão no cumprimento de prazos, inflexibilidade nas decisões, falta de clareza em relação às expectativas, comunicação ineficiente.
  • Cultura organizacional: falta de um código de ética e de normas objetivas; discriminação sexual, étnica e religiosa; falta de apoio a um estilo de vida saudável.
  • Estilo de gestão de comando e controle: ausência de consultas, falta de feedbacks construtivos, gestão de desempenho de forma desrespeitosa.
  • Desestímulo a um equilíbrio entre vida profissional e familiar;
  • Medo da perda do emprego devido a fusões, aquisições e reorganizações.

A pandemia e o trabalho remoto fizeram com que o quarto item da lista ganhasse mais força, devido à hiperconectividade. O termo é usado para descrever a disponibilidade do indivíduo de se comunicar a qualquer momento, seja pelo WhatsApp, reuniões remotas ou redes sociais.

Ações de promoção de saúde mental nas empresas se tornaram ainda mais importantes em momentos de isolamento social. Organizações como Ambev, O Boticário e Bayer desenvolveram programas de apoio psicológico aos colaboradores, além de promover palestras e workshops sobre o assunto. Outra oportunidade para tratar sobre o tema é a Semana Interna de Prevenção de Acidente do Trabalho (Sipat), obrigatória para as empresas brasileiras desde 1953.

Falar sobre saúde mental é o primeiro passo para contribuir para um ambiente de trabalho saudável. Outras medidas práticas são:

  1. Realocar o trabalho para reduzir a carga;
  2. Oferecer treinamento em comunicação e liderança para gestores;
  3. Sempre agradecer pelo trabalho realizado;
  4. Oferecer feedbacks construtivos, sempre em um tom assertivo e respeitoso;
  5. Permitir flexibilidade para lidar com situações de conflito trabalho e vida pessoal;
  6. Estabelecer políticas claras contra o assédio e discriminação no local de trabalho.

8 passos para construir um ambiente de trabalho saudável

A construção de um ambiente de trabalho saudável é um esforço conjunto entre gestores e colaboradores. As melhorias são contínuas para garantir segurança e bem-estar a todos os envolvidos, além de tornar o plano sustentável a longo prazo.

O modelo que apresentamos a seguir foi elaborado pela OMS em 1998 e, desde então, vem sendo gradualmente modificado para se adequar às mudanças do mundo do trabalho. Confira 8 passos para criar um ambiente de trabalho saudável na sua organização.

1. Mobilizar

Lideranças e colaboradores devem estar comprometidos em criar e manter um ambiente de trabalho saudável. Para que isso aconteça, é preciso coletar informações sobre as necessidades, valores e prioridades das equipes.

As pesquisas de clima organizacional são uma ótima ferramenta para este primeiro passo. O time de RH compartilha uma série de afirmações a serem avaliadas por uma amostra ou por todos os colaboradores. O resultado ajudará a entender a percepção da equipe sobre os processos, práticas e políticas da empresa.

2. Reunir

Esta etapa envolve reunir os recursos necessários para a promoção de um ambiente de trabalho saudável, o que inclui a formação de uma equipe responsável por organizar todas as ações. Geralmente, este papel fica a cargo da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) das organizações. Este grupo de pessoas é o responsável pelo próximo passo.

3. Diagnosticar

O diagnóstico para saber as condições de promover um ambiente de trabalho saudável depende de ferramentas e medidas como:

  • Dados pré-existentes: o grupo deve avaliar relatórios anteriores de inspeção de local de trabalho, estatísticas sociodemográficas, rotatividade e produtividade. Políticas e práticas relacionadas aos quatro pilares do ambiente de trabalho saudável também devem ser tabuladas;
  • Saúde dos trabalhadores: os pontos que devem ser observados neste tópico são as taxas de absenteísmo, acidentes de trabalho e afastamentos;
  • Expectativas para o futuro: quais os planos dos colaboradores e da empresa? Neste ponto, benchmarking e entrevistas individuais ajudam a entender como melhorar o ambiente de trabalho.

Independentemente do método de diagnóstico adotado, é essencial dar o mesmo espaço às mulheres na coleta de informações. Um ambiente de trabalho saudável deve atender as necessidades de gênero.

4. Priorizar

Quais medidas serão implementadas primeiro? Os critérios estabelecidos pela OMS são:

  1. Facilidade de implementação da solução que ofereça ganhos rápidos. Ela estimula e motiva a melhoria contínua;
  2. Risco para os trabalhadores. Qual a gravidade da exposição ao perigo e a probabilidade de que algum dano aconteça?
  3. Custos de se ignorar ou negligenciar o problema;
  4. Opiniões e preferências subjetivas de colaboradores, gestores e demais lideranças.

5. Planejar

É preciso desenvolver um plano para a área de saúde da organização. Sua complexidade vai depender do tamanho da empresa, mas, de uma maneira geral, ele deve abordar objetivos e metas para os próximos 3 a 5 anos.

O plano de construção de um ambiente de trabalho saudável deve incluir:

  1. Atividades gerais para resolver problemas prioritários em grandes períodos de tempo;
  2. Metas e objetivos de longo prazo;
  3. Planos anuais para sanar cada uma das questões levantadas, por ordem de prioridade.

6. Fazer

Após a aprovação do plano de saúde, chegou o momento de colocá-lo em prática. Isso inclui orçamentos, lançamento de campanhas educativas e treinamentos.

7. Avaliar

O processo de construção de um ambiente de trabalho saudável precisa ser avaliado no curto e longo prazo, para se compreender o que está ou não funcionando.

A pesquisa de clima organizacional pode mais uma vez ser realizada. Além dela, as organizações podem recorrer ao eNPS (Employer Net Promoter Score) para avaliar o andamento do plano. O índice mostra se os seus colaboradores recomendariam a empresa como um bom lugar para trabalhar.

8. Melhorar

Hora de fazer mudanças no plano após os resultados da avaliação. As metas e objetivos alcançados também devem ser comemorados, atitude indispensável se você quiser valorizar a equipe que montou e executou todo o planejamento.

Lembre-se de que o modelo que descrevemos acima é um ciclo. Garantir um ambiente de trabalho saudável é um processo em constante melhoria, que depende do compromisso das lideranças e do envolvimento dos colaboradores para ter êxito.

sobre o autor

Olívia Baldissera

Jornalista, historiadora e analista de conteúdo da Pós PUCPR Digital.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Próximo conteúdo

3 certificados de informática em saúde para melhorar seu currículo

Você saberia dizer se a sua empresa tem um ambiente de trabalho saudável? Descubra como identificar agora mesmo!

Tempo de leitura

5 min