Skip to content

Negócios e Gestão   |   Pós PUCPR Digital Trends

A empatia e o bom senso na lógica do consumo [Pós PUCPR Digital Trends]

Por Mariana Moraes   | 

Qual a relação entre empatia, bom senso e consumo? Esse foi o tema do evento online A lógica do consumo: branding e inovação, com Martin Lindstrom, que aconteceu no dia 31 de maio. 

O evento fez parte da programação do segundo dia do Pós PUCPR Digital Trends

Ele contou com uma superclass de Martin Lindstrom e uma mesa de debate composta pelos especialistas Fred Gelli e João Branco. A mediação foi feita por Matheus Pannebecker. 

Durante a aula, Lidstrom trouxe importantes provocações sobre bem-estar e satisfação no consumo, trazendo fundamentos da neurociência para explicar como os conceitos de empatia e bom senso são importantes para a inovação. 

Após essa primeira parte, os especialistas convidados debateram as ideias apresentadas por Lidstrom e responderam às perguntas daqueles que acompanhavam o evento pelo Youtube.

Quer saber mais sobre o que foi abordado? 

Neste artigo, você vai encontrar um resumo das lições compartilhadas por Martin Lindstrom, além das principais ideias debatidas na sequência. Confira:

Quem são Martin Lindstrom, Fred Gelli e João Branco
Bom senso, empatia e a lógica do consumo: os ensinamentos de Martin Lindstrom
Mesa de debate com Fred Gelli e João Branco
Conheça os cursos da Pós PUCPR Digital
Sobre o Pós PUCPR Digital Trends

Inscreva-se na pós-graduação em Big Data da Pós PUCPR Digital

Quem são Martin Lindstrom, Fred Gelli e João Branco

Conheça Martin Lindstrom

Martin Lindstrom

Referência mundial em branding, inovação, negócios e transformação cultural. Autor dos livros “A Lógica do Consumo", “Small Data” e “Brand Sense”, best-sellers do The New York Times. Eleito uma das 100 pessoas mais influentes do mundo pela Revista TIME por seis anos seguidos. Palestrante no Fórum Econômico Mundial e em empresas como Google, Amazon, Coca-Cola, LEGO, Disney e IKEA. Sua empresa de consultoria, a Lindstrom Company, já ajudou marcas como Maersk, Burger King e Swiss Airlines a entenderem melhor os consumidores.

Martin Lindstrom também é professor convidado da Pós PUCPR Digital.

Conheça Fred Gelli.

Fred Gelli

Cofundador e CEO da Tátil, agência de consultoria estratégica que constrói, gerencia marcas e utiliza design e branding para criar conexões sustentáveis entre pessoas e marcas. Fred Gelli foi considerado pela Fast Company Magazine como um dos 100 mais criativos do mundo.

Conheça João Branco.

João Branco

Chief Marketing Officer e VP de Marketing do McDonald's Brasil. Mais de 20 anos de experiência em grandes marcas. Palestrante do TEDx Talks (2020 e 2021). Colunista nos portais UOL e Meio&Mensagem. Presidente da Associação Brasileira de Anunciantes (ABA) (2017-2019). Realizou o programa EDP da Wharton School (2013) e o programa de transformação digital da Northwestern University (2021). MBA em Marketing pela ESPM (2005) e pela FGV (2009).

>>> Leia também: você usa dados para construir brand equity? Descubra por que fazer isso agora mesmo

Bom senso, empatia e a lógica do consumo: os ensinamentos de Martin Lindstrom

A primeira parte do evento contou com uma aula exclusiva de Martin Lindstrom. Nela, o palestrante trouxe dois conceitos fundamentais para entender a lógica do consumo: bom senso e empatia.

Para Lindstrom, muitas organizações estão desconectadas de seus clientes. 

Mesmo tendo as melhores equipes de marketing do mundo, algumas marcas não estão compreendendo as reais necessidades de seus consumidores. 

Para ilustrar, ele trouxe o exemplo das saídas de incêndio. 

exemplos de storytelling - imagem de uma saída de incêndio

Durante um incêndio, é comum que a fumaça vá para a parte de cima do ambiente, mesmo assim, a maioria dos locais ainda coloca as placas de sinalização nas partes mais altas. 

Ou seja, durante uma emergência, se a fumaça subir, ninguém vai ver a sinalização porque ela estará coberta. 

“Por que não colocamos as placas de saída de incêndio lá embaixo?”, provocou o palestrante. “Fizemos isso na Suécia, Dinamarca e Japão, é uma ideia simples, baseada no senso comum”, concluiu. 

Ele utilizou esse exemplo para falar da importância do bom senso na hora de pensar em uma solução.

“Minha mensagem aqui é muito simples , quando construímos o bom senso, é importante dizer que devemos tratar os clientes e funcionários como eles próprios esperariam ser tratados”, explicou Lindstrom.

Segundo ele, muitas vezes, as organizações esquecem desse aspecto simples: “Estou definindo bom senso em ver as coisas como elas são e fazer as coisas como deveriam ser feitas”, ressaltou.

E a empatia é um conceito que está muito relacionado com o bom senso. “Quanto menos bom senso você tem, menos empatia. Quanto menos empatia, menos bom senso”, destacou o palestrante. 

Empatia é a capacidade de experienciar ou sentir o que outra pessoa está vivenciando, é a habilidade de se colocar na posição de outra pessoa, é sentir o que aquela pessoa está sentindo.

Segundo o pensador, estamos perdendo essa capacidade de lembrar e entender o que é empatia — e isso também está afetando o mundo dos negócios, com marcas com cada vez menos bom senso e mais desconectadas dos seus clientes e funcionários. 

exemplos de storytelling - captura de tela com Martin Lindstrom

Mas por que isso está acontecendo? 

Segundo Lindstrom, um dos principais motivos é a mídia social. 

Com elas, estamos criando cada vez mais bolhas, onde tudo gira em torno da nossa opinião e da nossa visão. Quando isso acontece, nossa capacidade de treinar empatia vai desaparecendo. 

“A capacidade de ver e conhecer o mundo de um ponto de vista diferente está se perdendo”, alertou o pesquisador.

E nesse onda de menos empatia, as marca também estão se desconectando dos consumidores

Será que há uma maneira de reverter isso? Uma possibilidade apontada pelo pensador é o storytelling.

“O que estamos aprendendo é que quanto mais somos capazes de usar o poder das histórias, mais empatia estamos estebelecendo”, explicou. Ou seja, as técnicas de storytelling podem ser grandes aliadas das marcas para engajar seus funcionários e consumidores. 

“Minha mensagem para você é super simples: é preciso lembrar que o bom senso faz parte do nosso cotidiano, mas também está em crise existencial (...). Se não infundirmos empatia nas organizações, você notará que os clientes sentirão isso por falta de bom senso. E isso vai destruir a sua marca”, concluiu Lindstrom.

A partir dessas reflexões, iniciou-se a discussão na mesa de debate com os especialistas. Confira a seguir.

>>> Leia mais: Mobile marketing: modelo comprovado para incluir na sua estratégia de vendas

Mesa de debate com Fred Gelli e João Branco

Captura de tela do debate entre Fred Gelli e João Branco.

Após a superclass de Martin Lindstrom, Matheus Pannebecker deu início a mesa de debate com Fred Gelli e João Branco. 

Nesse momento, os participantes também puderam mandar perguntas ao vivo para os especialistas, ampliando o debate sobre a temática da aula. 

Durante o debate, os convidados reforçaram a importância das marcas se conectarem com os clientes, entendendo seus sentimentos e o seu dia a dia. 

"Às vezes, a gente está tentando oferecer coisas para os nossos clientes tendo uma vaga ideia do que eles querem”, destacou João Branco. 

Seguindo essa linha, Fred Gelli concordou com Lindstrom e também colocou as redes sociais como principal pivô para o afastamento entre as marcas e os consumidores. 

“As redes sociais têm uma responsabilidade enorme por isso, porque a distância e essa falsa proteção que o digital oferece reduz muito a nossa empatia, nossa capacidade de nos conectarmos com o coração e a verdade das pessoas”, explicou Gelli.

O especialista ainda aconselhou: “Nunca podemos projetar uma coisa presumindo o que o outro quer. Precisamos nos envolver profundamente com os clientes, só assim conseguimos chegar em uma solução adequada e que será relevante para um determinado público”.

Fred Gelli e João Branco enfatizaram em suas falas que o conhecimento dos desejos dos consumidores é essencial para estabelecer uma conexão com eles e, assim, alcançar a inovação.

Conheça os cursos da Pós PUCPR Digital

Gostou de conhecer algumas das ideias de Martin Lindstrom? Já pensou ampliar ainda mais o seu conhecimento e ter acesso direto às mentes mais brilhantes do Brasil e do mundo? Na Pós PUCPR Digital isso é possível. 

Os cursos da Pós PUCPR Digital contam com professores que são referência em sua área de atuação, além das mais modernas técnicas e ferramentas de ensino. 

Tudo isso com aulas online, permitindo que você alie seus estudos com trabalho e vida pessoal. 

E seguindo a temática discutida no evento, que tal conhecer a pós em Comunicação Digital: Branding e Storytelling?

Esse curso vai mantê-lo atualizado e conectado com as tendências deste mercado, aplicando também técnicas e conceitos de branding e storytelling.

Confira aqui também a lista completa de cursos.

Alavanque sua carreira com os cursos da Pós PUCPR Digital!

Sobre o Pós PUCPR Digital Trends

Entre os dias 30 de maio e 2 de junho, aconteceu o Pós PUCPR Digital Trends, um evento que reuniu especialistas renomados para discutir tendências nos campos da inovação, tecnologia e gestão.

Durante esses dias, o público teve acesso a 7 aulas exclusivas com Yuval Harari, Martin Lindstrom, Jurgen Appelo, Luana Araújo, Patrícia Peck, Marina Cançado e Marcelo Leite, além de ter a chance de participar de mesas de discussão com especialistas, que responderam perguntas dos participantes.

O Pós PUCPR Digital Trends foi 100% online e gratuito, com emissão de certificados. Confira as principais ideias discutidas nos quatro dias de evento:

>>> O impacto dos avanços tecnológicos, segundo Yuval Harari

>>> Ainda há espaço para o atendimento humanizado na saúde? A médica Luana Araújo responde

>>> Por que entender a motivação humana é fundamental para gestores, segundo Jurgen Appelo

>>> O objetivo da LGPD explicado por Patrícia Peck

>>> Práticas ESG de meio ambiente, responsabilidade social e governança, com Marina Cançado

>>> O poder do Data Analytics para os negócios segundo esses especialistas

Sobre o autor

Mariana Moraes

Mariana Moraes

Jornalista formada pela UFRGS e redatora da Pós PUCPR Digital.

Assine nossa newsletter e fique por dentro do nosso conteúdo.

x