Skip to content

Carreira

Modelo de plano de carreira: qual o melhor para meus objetivos?

Por Olívia Baldissera   | 

Se você já trabalhou em uma média ou grande empresa, provavelmente o RH explicou como crescer dentro da organização. 

Mas você não precisa esperar a equipe de gestão de pessoas apresentar o plano de carreira para pensar no seu futuro profissional. 

Antes mesmo de ser contratado por uma empresa, é importante conhecer os diferentes modelos de plano de carreira para saber qual é o mais adequado aos seus objetivos. 

É o que você vai ver neste artigo. Confira:

  1. O que é um plano de carreira
  2. Os modelos de plano de carreira mais usados pelas empresas
    2.1 Plano de carreira em Y
    2.2 Plano de carreira em W
    2.3 Plano de carreira em X
    2.4 Plano de carreira em rede
    2.5 Plano de carreira em linha
  3. Perguntas que você precisa responder antes de escolher um modelo de plano de carreira

📖 A Pós PUCPR Digital preparou um EPUC exclusivo para ajudar você a se preparar para o futuro do trabalho. Preencha o formulário abaixo e receba seu EPUC agora mesmo:

O que é um plano de carreira

O plano de carreira é um conjunto de objetivos, metas e ações necessários para um profissional desenvolver suas habilidades a longo prazo. Ele pode ser construído de forma individual ou pela empresa contratante. 

O plano funciona como uma rota para alcançar os objetivos profissionais, como ocupar um cargo de gestão, ser especialista em determinada área ou empreender.  

Quando elaborado pela organização, o plano de carreira deve conter as competências necessárias que cada colaborador deve desenvolver para subir de nível. Ele também deve alinhar as expectativas da empresa às da equipe. 

Existem dois tipos de plano de carreira, o pessoal e o empresarial.

1. Plano de carreira pessoal

Desenvolvido pelo próprio profissional. Ele deve listar tudo o que deseja fazer e qual o seu objetivo na carreira. 

Podem entrar na lista cursos, viagens, cursos de pós-graduação, participações em eventos e cargos de uma organização. 

Para colocar o plano de carreira pessoal em prática, é necessário colocar em prática a estratégia de lifelong learning. Saiba mais sobre esta competência.

2. Plano de carreira empresarial

Desenvolvido pela organização. Deve explicitar os níveis hierárquicos e o que o colaborador precisa fazer para crescer dentro da empresa.

Inscreva-se na pós-graduação em Psicologia Organizacional da Pós PUCPR Digital

Os modelos de plano de carreira mais usados pelas empresas

Ao criar o plano de carreira empresarial, a equipe de RH geralmente se baseia em estruturas prévias, que podem ser mais ou menos flexíveis, dependendo da cultura organizacional. 

Conheça os modelos de plano de carreira mais utilizados nas organizações:

1. Plano de carreira em Y

Usado por empresas que tem uma cultura mais formal. O modelo de plano de carreira pressupõe que, em um determinado ponto de ascensão, o profissional vai ter que escolher entre se tornar um especialista da área técnica ou se aprimorar como gestor. 

Nos setores de tecnologia, saúde e indústria, seguir uma carreira de especialista é bastante comum. A opção pelo caminho da gestão é mais frequente nas áreas administrativa, comercial, marketing e financeira.

2. Plano de carreira em W

O profissional pode seguir tanto pelo caminho de especialista quanto pelo de gestor. Neste modelo de plano de carreira, a pessoa não ocupa um cargo de liderança tradicional, sendo responsável pelo desenvolvimento de uma equipe. 

Ela acompanha pontualmente o desempenho de um time dentro de um determinado projeto, além de atuar como consultor e dar feedbacks mais técnicos. 

O plano de carreira em W é indicado para profissionais mais versáteis, que tem perfil de liderança. É bastante usado na área de gestão de projetos e de consultoria técnica, pois são campos que exigem habilidades de gestão e um conhecimento mais especializado.

3. Plano de carreira em X

Também chamado de carreira exponencial, este modelo de plano de carreira é voltado para o propósito e não à atividade em si. 

O profissional realiza as tarefas que forem necessárias para alcançar seus objetivos. É muito usado por empreendedores e startups.

4. Plano de carreira em rede

Uma variação do plano de carreira em Y. O colaborador tem mais do que duas opções de cargos que pode exercer dentro da organização.  

É uma forma do profissional desenvolver habilidades e interesses ao mesmo tempo que experimenta diferentes áreas para ver com a qual mais se identifica.

5. Plano de carreira em linha

É o modelo de plano de carreira mais tradicional. Tem uma estrutura hierárquica e progressiva. Os níveis mais comuns usados pelas empresas são:

  1. Estagiário/trainee
  2. Analista júnior
  3. Analista pleno
  4. Analista sênior
  5. Coordenador
  6. Gerente

>>> Futuro do trabalho: as profissões que deixarão de existir (e as que irão surgir)

Perguntas que você precisa responder antes de escolher um modelo de plano de carreira

Se identificou com algum dos modelos de plano de carreira que listamos acima? 

É difícil mesmo definir quais são nossos objetivos profissionais, ainda mais em um mundo do trabalho que não para de se transformar. Os avanços da Inteligência Artificial (IA) e o aparecimento de novas profissões são alguns exemplos das mudanças que estão em andamento. Conheça outras aqui.

Para descobrir qual modelo de plano de carreira atende às suas expectativas, é preciso antes saber o que você espera para seu futuro profissional. Responder as seguintes perguntas pode ajudar nesse processo:

  1. Quais são as minhas opções de carreira? Eu preciso seguir na minha área de formação?
  2. Quais são minhas prioridades?
  3. O que eu quero desenvolver?
  4. Quais são os meus valores?
  5. Como as minhas escolhas afetarão as pessoas à minha volta, em especial minha família?

As respostas a estas perguntas ajudarão a definir metas de curto, médio e longo prazo, além de definir objetivos práticos, como qual pós-graduação escolher. 

Você pode separar estes objetivos em três categorias:

1. Final de carreira

O que você quer alcançar no longo prazo. Pode ser abrir o seu próprio negócio, conquistar a independência financeira, se tornar referência em sua área de atuação ou conciliar trabalho e lazer.

2. Objetivos profissionais

Você deve listar seus objetivos no médio e longo. Separe a lista por trimestres, da seguinte forma: 

3 a 6 meses
  • Conquistas rápidas
  • Ações tangíveis
6 a 12 meses
  • Desenvolvimento de novas habilidades
  • Fortalecimento do networking
12 meses
  • Metas profissionais mais difíceis ou que levam mais tempo para serem alcançadas

3. Objetivos acadêmicos

Seguindo a mesma lógica dos objetivos profissionais, organize os cursos que você planeja fazer ao longo do ano. Você pode incluir na lista a titulação que você deseja ter ou um projeto de pesquisa que quer desenvolver nos próximos meses. 

Você também pode buscar ajuda profissional, com um coach, mentor ou psicólogo, para definir os seus objetivos profissionais. Eles irão ajudá-lo a identificar o que você quer fazer e as metas que precisa cumprir ao longo do caminho.


Gostou deste artigo sobre modelos de plano de carreira? Confira outros textos sobre mercado de trabalho no Blog da Pós PUCPR Digital.

Sobre o autor

Olívia Baldissera

Olívia Baldissera

Jornalista e historiadora. É analista de conteúdo da Pós PUCPR Digital.

Assine nossa newsletter e fique por dentro do nosso conteúdo.

x